Sábado, 19 de Setembro de 2020
83996891484
Brasil Altas de alimentos

Alimentos sofre alta de preços descontrolada, governo Bolsonaro imita Sarney e reedita "Sunab"

A medida contra preços abusivos de alimentos inclui multas cabíveis

10/09/2020 08h38
412
Por: Redação Fonte: Rita Bizerra - Jornalista 3336/PB
Alimentos sofre alta de preços descontrolada, governo Bolsonaro imita Sarney e reedita

Diante do aumento descabido no preço de alimentos percebido ontem, quarta-feira, 9, o Ministro da Justiça André Mendonça decide atuar contra os supermercados que estiverem aderido à essa prática abusiva, com a retenção dos produtos.

Segundo informações do jornalista Murillo Camarotto, do Valor Econômico, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça, estipulou um prazo de cinco dias para supermercados, cooperativas de alimentos e associações justificaram o aumento nos preços. Caso a Senacon entenda que há preços abusivos, multas de até R$ 10 milhões podem ser aplicadas, segundo a entidade.

Recomenda-se preponderância aos supermercadistas em querer superar perdas de forma imediata no bolso do consumidor e caso essa ganância esteja ante de alcançá-los não ceder aos apelos, dos quais sejam eles punidos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias