Quinta, 01 de Outubro de 2020
83996891484
Geral Fábula

O REINO DO TENGO LOURO.

A Lisbela era a governanta do Palácio...

05/08/2020 10h12 Atualizada há 2 meses
345
Por: Redação Fonte: João Duarte
O REINO DO TENGO LOURO.
Era uma vez um rei muito bondoso.
Seu nome era Ognet, a Rainha Tácila de um Reino próximo queria a todo custo casar sua filha princesaTalita com o príncipe Oruol filho do Rei Ognet, ele era bondoso
Igual seu pai.
A Lisbela era a governanta do Palácio, uma moça linda filha de um oficial da guarda real, tinha a mesma idade do príncipe Oruol,
Os dois eram amigos pois o príncipe não era orgulhoso.
A princesa Talita tinha muita inveja da amizade dos dois e ficou com muita raiva quando o príncipe a rejeitou pois o desejo da Rainha malvada Tácita sua mãe era unir os dois reinos.
Casando a princesa Talita sua filha com o príncipe Oruol.
Um dia se juntaram com uma feiticeira pra botar um feitiço no príncipe e transformar ele num velho feio corcunda e malvado ele seria o contrário de tudo que foi e suméria no mundo sem que o Rei Ognet soubesse do seu paradeiro.
O príncipe saiu pra passear na floresta e a feiticeira lhe pegou e o transformou no corcunda malvado e seu cavalo branco num pangare preto magro e feio, os dois sumiram no mundo fazendo maldade.
Aquele príncipe lindo deixou de existir.
O rei Ognet ficou muito triste com o desaparecimento do filho.
Os reinados todos se uniram pra procurar o príncipe por cinco anos mas ninguém o encontrou.
Um dia a Lisbela vendo a tristeza do seu rei lhe falou:
- meu rei eu daria minha vida pra trazer o príncipe Oruol de volta pra seu Palácio mas sou sua governanta teria que ter a permissão real.
O rei Ognet lhe falou:
- você terá minha permissão e terá o príncipe como seu esposo se ele assim quiser farei bom gosto, se acaso não queira casar com você, terá todos os privilégios do Reino e todos os títulos reais serás nobre aonde for.
A princesa Talita sabendo convocou a feiticeira e lhe contou.
A feiticeira sabia que seu feitiço não era mais forte que o amor.
O rei Ognet havia dado pra Lisbela muito dinheiro e um cavalo pra ela correr o mundo atrás de seu filho que poderia ser seu grande amor.
O príncipe Oruol tinha aparecido num sonho pra ele e falou que sua vida tava o contrário de tudo que foi um dia.
Logo cedo quando ela saiu a malvada Talita o seguiu, fingindo de amiga lhe falou:
- Lisbela leve esse presente pra o príncipe e entregue em nome da Rainha tácita e da sua amada princesa Talita.
E entregou uma pequena bolsa.
Será entregue princesa Talita.
-falou Lisbela.
Montou no cavalo e partiu.
O feitiço tava naquela pequena bolsa que logo iria transformar a governanta do Palácio numa ave feia depenada e seu cavalo num jumento alado.
Quando ela pegou o bosque a bolsa explodiu e ela se transformou numa arara preta feia e com as penas poucas e arrepiadas seu lindo cavalo num jumento desengonçado e com asas.
Sumiram na floresta depois de voarem por vários dias encontraram um bando de araras todas assustadas na floresta.
Ela coitada toda feia se esconde das outras, mas uma arara velha chegou perto dela e perguntou:
- você tá escondendo porquê?
Eu tô com vergonha de vocês porque são muito bonitas e eu tenho medo de assustar vocês.
Não se preocupe você não é uma arara, você é uma moça linda eu conheço você dos jardins do Palácio e o príncipe tá na floresta, virou tudo o contrário na sua vida, e só o grande amor de sua vida pode lhe desencantar.
Vamos pra caverna onde ele mora e você vai cantar pra ele, só você pode aparecer.
Voaram pra longe de floresta a dentro. , quando chegarem na caverna o jumenta alado já encontrou o pangare e se reconheceram.
A arara velha falou pra
princesa Lisbela que ela
Ia cantar pro príncipe e chamar ele pelo nome mas tinha que ser o contrário o dela também.
A princesa chegou na entrada da caverna e gritou:
- olá tem alguém aí?
Suma daqui sua franga de urubu metida a papagaio falante!!!
Gritou o velho.
Lisbela respondeu cantando.
NÃO ME MANDE EMBORA NÃO MEU PRÍNCIPE TENGO LOURO.
SOU A PRINCESA ALEBSIL MANDADA PELOS PÁSSAROS, OS PÁSSAROS CARINHOSOS MEU TENGO TENGO LOURO QUE VIM TE LIBERTAR ..
O velho sentiu o coração bater forte sua vista escurecer e desmaiou.
A velha arara falou baixinho no ouvido de Lisbela;
-cante três vezes ele vai se acordar.
Lisbela cantou novamente.
NÃO ME MANDE EMBORA NÃO MEU TENGO TENGO LOURO.
SOU A PRINCESA ALEBSIL MEU TENGO TENGO LOURO. MANDADA PELOS PÁSSAROS, OS PÁSSAROS CARINHOSOS MEU TENGO TENGO LOURO. QUE VIM TE LIBERTAR.
O velho sento-se numa pedra olhando pro céu,
Quando Lisbela cantou pela terceira vez.
NÃO ME MANDE EMBORA NÃO MEU TENGO TENGO LOURO, SOU A PRINCESA ALEBSIL MEU TENGO TENGO LOURO. MANDADA PELOS PÁSSAROS, OS PÁSSAROS CARINHOSOS MEU TENGO TENGO LOURO QUE VIM TE LIBERTAR.
Naquele instante houve um grande vento na floresta.
Os pássaros todos juntou- a velha arara. desceu duas luz de azul brilhante sobre eles é ambos se transformaram na governanta Lisbela e no príncipe Oruol Ognet.
O pangare voltou a ser o lindo cavalo real e o jumento também voltou ao normal, montaram e foram seguidos por uma revoada de pássaros de todas as cores até o Palácio real.
houve um mês de festa no Reino de Ognet que passou a se chamar o reino do TENGO LOURO.
E a Rainha Tácita sua filha Talita viram que não há força maior que o amor.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias