Domingo, 29 de Novembro de 2020
83996891484
Saúde Desmonte do SUS

Decreto anuncia privatização da atenção básica em retrocesso histórico

O motivo da formação do SUS foi a criação de uma saúde que pensa no sujeito independentemente do lucro

28/10/2020 07h44
472
Por: Redação Fonte: Redação
Privatização do SUS pode colocar conquistas históricas e riscos. Transformação do maior sistema de saúde pública do mundo em objeto de lucro é passo indiscreto à barbárie
Privatização do SUS pode colocar conquistas históricas e riscos. Transformação do maior sistema de saúde pública do mundo em objeto de lucro é passo indiscreto à barbárie

O Presidente Jair Bolsonaro emitiu um decreto na última segunda-feira (26) autorizando a criação de grupos de estudos para a concessão de Unidades Básicas de Saúde (UBS) à iniciativa privada através do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República. Assinam o decreto Bolsonaro e Paulo Guedes, Ministro da Economia.

 

O decreto Nº 10.530 representa uma grande ameaça ao SUS da maneira que conhecemos: uma possível administração privada do Sistema Único de Saúde seria um passo grande para maior privatização do sistema. O motivo da formação do SUS foi a criação de uma saúde que pensa no sujeito independentemente do lucro; em caso de privatização ou concessão, a chance de uma remodulação que impeça serviços de alto custo e baixo retorno para o sistema é alta.

 

Ah, vale dizer que o Ministério da Saúde não foi consultado pelo presidente antes da assinatura do decreto.

 

A secretária Especial do PPI, Martha Seillier, enxerga a possível concessão de unidades de atendimento primário como uma forma de expansão do sistema único de saúde. “Sabemos do desafio de levar mais infraestrutura e serviços de qualidade a diversos municípios do Brasil e acreditamos que o modelo de PPPs [parcerias público-privadas] será chave para alcançarmos os resultados que a população tanto merece”, afirmou.

 

 

A privatização do SUS é um projeto desejado por diversas correntes da sociedade, como os planos de saúde. A saúde pública brasileira garante atendimento de saúde para milhões e é, segundo Dráuzio Varella, o maior programa de distribuição de renda do mundo.

 

“Esquecem que o SUS oferece gratuitamente o maior programa de vacinações e de transplantes de órgãos do mundo. Nosso programa de distribuição de medicamentos contra a aids revolucionou o tratamento da doença nos cinco continentes. Não percebem que o resgate chamado para socorrer o acidentado é do SUS, nem que a qualidade das transfusões de sangue nos hospitais de luxo é assegurada por ele”, afirma Drauzio, em um artigo pra Folha. Você acha que um sistema privado iria se preocupar em criar políticas públicas de saúde ou… iria pensar no lucro.

 

 

O Conselho Nacional de Saúde já se mostrou contra o decreto de Bolsonaro:

 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Patos - PB
Atualizado às 17h05 - Fonte: Climatempo
32°
Poucas nuvens

Mín. 23° Máx. 35°

31° Sensação
21.9 km/h Vento
33.4% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (30/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 35°

Sol com algumas nuvens
Terça (01/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 35°

Sol com algumas nuvens
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias