Domingo, 25 de Outubro de 2020
83996891484
Dólar comercial R$ 5,63 0.59%
Euro R$ 6,68 +0.97%
Peso Argentino R$ 0,07 +0.43%
Bitcoin R$ 77.570,54 +0.837%
Bovespa 101.259,75 pontos -0.65%
Economia Bolsa Família

A nova Bolsa Família

Agora com "novo" nome, a Bolsa Família, agora chamada de Renda Cidadã já nasceu natimorto.

06/10/2020 08h21
376
Por: Redação Fonte: RepercutePB
A nova Bolsa Família

A Nova Bolsa Família com recursos do FUNDEB e do calote nos Precatórios

 

                Escolhi esse tema para falar porque logo no início da semana era o assunto mais comentado e excluindo os seguidores do presidente o restante da sociedade e o mercado financeiro se levantou contra essa ideia estapafúrdia, senão vejamos algumas avaliações. Rachel de Sá, analista de macroeconomia da XP Investimentos, escreveu em relatório que como “os precatórios são despesas obrigatórias oriundas de um instrumento legal previsto na Constituição, de modo que mesmo diante de uma mudança constitucional sobre o momento de seu pagamento, essas dívidas precisarão ser pagas eventualmente.”

                “De acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal, os precatórios não pagos serão incorporados à dívida pública. Deste modo, os R$ 38,65 bi de precatórios não pagos em 2021 serão efetivamente ‘empurrados para depois’, e sobre eles incidirão juros. A depender de a proposta ser temporária ou permanente, essa dinâmica se tornaria gradualmente perversa, pesando sobre a já elevada dívida pública”, explica Rachel.  Ou seja, a já preocupante trajetória de aumento do endividamento público do Brasil seria exacerbada pelo uso de precatórios no financiamento de programas sociais.

                Para a equipe da Casa de Análise Levante Idéias de Investimento, tanto o “uso de recursos do Fundeb quanto dos precatórios, que são despesas extraordinárias, para custear despesas correntes, o governo está se aproximando do passado recente das pedaladas fiscais.”

                “As duas sugestões aproximam perigosamente o governo de voltar a pedalar o Orçamento, com as conseqüências bem conhecidas. O excesso de gastos eleva a dívida em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), aumenta a percepção de risco e afasta os investidores internacionais. Isso deprecia o real em relação ao dólar e faz cair os preços das ações.”

                Ao mesmo tempo em que eram anunciados os detalhes da Renda Cidadã, o ministro afirmava que a idéia de criar um novo imposto sobre transações digitais aos moldes da CPMF está sendo discutida, mas não há consenso sobre a utilização do instrumento para compensar a desoneração da folha de pagamento.

                A equipe de análise do Travelex Bank avalia que o desgaste de Guedes tende a se intensificar, pois, além da reforma, sua tentativa de incluir um novo imposto ficou impossibilitada no momento.

                De acordo com Erse, a esperança agora é de que o governo volte atrás. Segundo ele, não seria a primeira vez em que a gestão Bolsonaro faz com que uma notícia não se consolide após a repercussão negativa.

“Isso tudo pode ser reavaliado, é como quando o Bolsonaro disse que não transferiria renda de pobres para paupérrimos.” Felizmente a ideia econômica natimorto não foi adiante.

                Aliás, parece que a paciência do mercado financeiro com o Ministro da Economia Paulo Guedes está chegando ao fim e o reflexo na Bolsa de Valores de teve uma queda terrível em setembro e iniciou outubro em queda também. Difícil imaginar o Guedes ainda no governo no inicio de 2021. A acompanhar.

                Dito isso, insisto na importância da educação financeira para alocar e acompanhar seus investimentos, suas reservas, para que sofra o menos possível com o humor político que costuma influenciar os mercados.

                Não vou nem comentar o negacionismo de Donald Trump que recentemente contraiu a covid-19 para não estragar o nosso domingo. Nem sobre a ”nova” CPMF.

Conclusão: Para torna-se verdadeiramente rico e independente financeiro é preciso pensar e agir como tal. 

Se você gostou desse conteúdo e tem interesse em começar a aprender a economizar, poupar e investir para seu futuro e da sua família nos acompanhem nas redes sociais (youtube, instagram, facebook e twitter) através do nosso canal Bacana Investir. Lá você encontrará várias dicas de economia e como começar a poupar e a investir para seu futuro formando uma Carteira Previdenciária.  Se preferir pode enviar também uma mensagem para nosso e-mail [email protected]

 

Índices do mês de setembro

Ibovespa:                  -4,80%

Ifix:                            +0,46%

Dólar:                        +2,50%

CDI*:                         +0,17%

Poupança*:              +0,13%

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias