Domingo, 25 de Outubro de 2020
83996891484
Geral Aterro Sanitário

Aterro Sanitário é obrigado pelo Ministério Público, no município de Patos

Não existe mais recurso para protelar essa ação administrativa

19/09/2020 08h48
499
Por: Redação Fonte: Rita Bizerra - Jornalista 3336/PB
Aterro Sanitário é obrigado pelo Ministério Público, no município de Patos

Em 2005, Ministério Público da Paraíba (MPPB), Ministério Público Federal (MPF) e Ibama ajuizaram ação conjunta para obrigar a prefeitura de Patos construir e instalar o aterro sanitário, que é a solução definitiva para acabar com o lixão da cidade. Segundo o então promotor do MPPB, do Meio Ambiente em Patos, Leonardo Cunha Lima, além de um problema ambiental, o lixão é um problema de saúde pública.

O lixão de Patos já foi alvo de vários incêndios e tem prejudicado de forma inadmissível a saúde da população, que muitas noites tem acordado sem poder respirar inalando fumaça tóxica e tendo que muitas vezes buscar socorro médico para alcançar alívio respiratório.

Uma decisão da Justiça Federal para construção de um aterro sanitário, transitada em julgado, segue sendo descumprida pela Prefeitura de Patos, que corre o risco de ser alvo de ação para bloqueio do Fundo de Participação do Município (FPM), além de pagar multa.

Percebe-se que até o fim da atual gestão nada aconteça, porém, a gestão vindoura jamais escapará dessa obrigação, haja vista, os prejuízos poderão levar o município à estagnação, por falta da liberação de recursos para que a máquina possa seguir funcionando.

Que o eleitor possa analisar com muita cautela quem deverá administrar Patos, quiçá teremos mais um período desastroso de 4 anos de administração.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias