domingo, 21 de janeiro de 201821/1/2018
83991684562
Nublado
23º
29º
34º
Sousa - PB
Erro ao processar!
POLITICA
Advogado de Lula diz esperar julgamento 'respeitoso e cordial' do TRF-4
Cristiano Zanin Martins voltou a criticar atuação de Moro: "Ali não estava um juiz isento e sereno"
Esdras Leal Trajano Sousa - PB
Postada em 12/01/2018 ás 11h24
1.459 acessos
Advogado de Lula diz esperar julgamento 'respeitoso e cordial' do TRF-4

Advogado de Lula

O julgamento do recurso contra a condenação do ex-presidente Lula, no processo envolvendo o triplex no Guarujá (SP), está marcado para ocorrer no próximo dia 24, no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre (RS).



Nesta sexta-feira (12), em entrevista ao portal Uol, o advogado do petista, "respeitosa e cordial", disse esperar que a Corte atue de forma "respeitosa e cordial", ao contrário, segundo ele, do que ocorreu em primeira instância, quando o juiz Sérgio Moro sentenciou o ex-presidente a 9 anos e meio de prisão.



Para o advogado de Lula, a sentença de Moro faz referências em vários momentos "a situações que envolveram o juiz e a defesa, o que mostra, na verdade confirma, que ali não estava um juiz isento e sereno, mas um juiz que estava afetado de alguma forma por embates ou discussões havidas em audiência."


 


A confirmação da punição pode tornar Lula inelegível e até mesmo levá-lo à prisão. O petista nega as acusações.



Cristiano Zanin Martins já questionou a suposta imparcialidade de Moro em recursos à Justiça em diferentes instâncias. Até agora, todos foram negados. "Ainda há recursos pendentes. A questão precisa ser analisada de forma definitiva. E nós entendemos que há elementos, sim, para reconhecer a suspeição, o que levaria à nulidade desses atos decisórios praticados contra o ex-presidente Lula", disse o advogado.



Apesar de não ter criticado os desembargadores do TRF-4 como o fez com Moro, o advogado destacou que alguns fatos "chamaram a atenção", dando como exemplo a declaração do presidente do tribunal, desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, de que a sentença de Moro no caso do tríplex havia sido "irretocável".



"Me chamou bastante a atenção que o presidente do tribunal, que tem a função institucional de representar o tribunal, estivesse fazendo uma referência elogiosa a uma sentença que seria apreciada no recurso de apelação", comentou.



Zanin Martins voltou a falar que Lula é vítima do chamado "lawfare", palavra em inglês para designar a perseguição política de uma pessoa usando meios jurídicos. "Não estou falando, nem generalizando aqui, uma crítica à imprensa, ao Judiciário ou ao Ministério Público. Estou dizendo que especificamente no caso desses processos contra o ex-presidente Lula existe, a meu ver, uma união de determinados agentes do Estado e, por outro lado, um comportamento de setores da imprensa que talvez não fossem os mais adequados", afirmou.


 



Esdras Trajano Leal ( Edinho Trajano)


esdras_leal_@hotmail.com


whatssapp: 83-99168-4562



O melhor está por vir. Acredite!


E que venham novas histórias, novos sorrisos e novos sonhos.



Compartilhe essa Notícia com os seus Amigos


Obrigado!

FONTE: Da Redação com dados Uol
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium